petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETRÓLEO – Relação entre petróleo e alimentação.

Deixe um comentário

Como deslubrificar o mundo do petróleo?

Não creio que até o meio deste século, o petróleo deixe de ter a importância que foi obtendo desde as revoluções industriais e que possibilitou a ampliação da hegemonia do sistema capitalista. Ao analisar este processo há que se separar a diferença entre desejos e a análise do fenômeno real.

Em minha ampla pesquisa com tudo que se relaciona ao petróleo, o indicador que mais me impressionou foi a imensa relação entre o petróleo e a alimentação em todo o mundo. Veja ao lado o gráfico com as duas curvas de preço (ao longo de uma década) que são similares no período observado entre 2002 e 2012.

Isto se dá por vários motivos. O primeiro deles é que o petróleo através das demandas de adubos e pesticidas – insumos para a agricultura – mas, principalmente pela enorme demanda de combustível para o transporte de toda a cadeia produtiva até o consumidor final.

Mais da metade da alimentação do mundo está concentrada em três alimentos: trigo, milho e arroz. Num grau menor também da soja. Todas consideradas como commodities do agronegócio e da produção em massa, embora a maior parte (cerca de 70%) seja de alimentos produzidos no mundo por pequenos agricultores.

Entre diversas outras questões que o assunto remete, o rompimento com o sistema intercapitalista lubrificado pelo petróleo (ALTVATER, 2010) no mundo – numa espécie de deslubrificação – só se tornará paulatinamente real, com o ruptura desta dependência que hoje a agricultura tem do petróleo.

Hoje estima-se que para cada caloria colocada sobre nossos pratos, seriam necessários de 10 a 12 calorias de energia fóssil como insumo ou energia de transporte (Filme francês: Demain (Amanhã), 2015). Este dado é espantoso.

Não haverá saídas que não comece com o rompimento desta dependência, que envolve poderosos interesses em termos geopolíticos, de domínio e de hegemonias.

Difícil acreditar em rupturas velozes neste processo complexo e imbricado. Assim, as cordas seguem sendo esticadas em termos das enormes acumulações dos sistemas financeiros e da produção, controlada por acionistas instalados em algumas poucas nações.

Postado por Roberto Moraes

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s