petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

GÁS – EUA exportam mais do que importam.

Deixe um comentário

Pela 1ª vez na história os EUA exportam mais gás que importam. O que isto tem a ver com o Brasil?

O blog vem com alguma frequência comentando aqui sobre a expansão que o gás natural está tendo na matriz mundial de energia. Segundo as previsões da Agência Internacional de Energia (AIE), em 2040, o gás que hoje tem 21% de participação, chegará a 24%, enquanto o petróleo descerá sua participação dos atuais 31% para 26% em 2040.

Contribui para isto, o relativo “barateamento” do processo de liquefação do gás natural que é realizado quando se pretende transportá-lo a longas distâncias por navios. Antes, este transporte era feito unicamente por gasodutos. Assim, é comum que os próprios navios-gaseiros reconvertam o GNL (Gás Natural Liquefeito) em gás, junto ao ponto de consumo e ou distribuição em vários lugares do mundo.

Diagrama da liquefação do gás – GNL ou LGN
Assim, os EUA começaram, no ano passado, a entrar no jogo geopolítico, exportando para alguns países europeus o gás, que antes era, praticamente, dependente da Rússia.

É neste contexto que os EUA, usando ainda a produção da suas reservas de shale gas (gás de xisto) ampliou a produção, e agora avança na exportação. Assim, os EUA, que é o maior consumidor de petróleo + gás do mundo, passou a exportador líquido de gás natural.

Neste último mês os EUA exportaram em média (segundo informações da A& P Global Platss, divulgada pelo Wall Street Journal) 209,5 milhões de m³ de gás, contra uma importação de 198,2 milhões de m³ de gás.

Desta forma, até Israel com o seu minúsculo território, vem ampliando os investimentos na exploração e produção de gás natural nos últimos anos, tendo atingido recentemente reservas avaliadas em cerca de 2,1 trilhões de metros cúbicos de gás, e agora já estuda novas formas de aproveitamento do insumo. Para melhor uso do gás natural, a cientista-chefe do Ministério Nacional de Infraestrutura, Energia e Recursos Hídricos de Israel, Bracha Halaf está interessada em parcerias com o Brasil.

O gás é um fonte bem mais limpa que o petróleo. Interessante que as suas reservas [na maioria dos casos] estão nos mesmos campos, embora existam campos que produzam, exclusivamente, gás como na Rússia, Argentina e outros países. Desta forma, o transporte à longa distância com navios ajuda a mudar este quadro, como já se comentou aqui várias vezes.

Pois bem, diante deste quadro real na geopolítica da energia, o que faz o Brasil e a Petrobras? Passou a vender seus ativos no setor como se estivesse num momento de “xepa” na feira. Assim, vem desregulando o setor que passará a ser controlada por grandes corporações de gás do mundo.

Desta forma, os atuais dirigentes do Ministério das Minas e Energia e da Petrobras vem promovendo a saída do país do controle deste importante filão na matriz energética. Neste caminho, entregou a malha de gasodutos com 2,5 mil quilômetros da região Sudeste para o fundo financeiro canadense Brookfield. E ainda se prepara para entregar outros ativos para a espanhola Engie, cujo presidente mundial está no Brasil redigindo para o governo as novas regras de regulação para o setor.

Tudo isto, num contexto, em que já se sabe que o maior potencial das reservas do Pré-sal brasileiro é mais forte em gás natural, o que poderia oferecer ao país enormes possibilidades, mesmo que o país e a Petrobras pudessem fazer parcerias, garantindo a posição majoritária e o controle acionário destes ativos.

Assim, isto tudo vem passando batido, no meio da confusão política que se abateu sobre o país, numa ânsia liberalizante, sem nenhuma visão estratégica e de construção de um projeto de Nação. É lamentável!
PS.: Para os que se interessa pelo assunto, o blog sugere dois textos de análise sobre o setor já publicados no blog aqui e aqui.
Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s