petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETRÓLEO – Barril pode chegar a US$ 60 no ano que vem.

Deixe um comentário

Projeções melhoram e barril pode chegar a US$ 60 em 2017

 

Após subirem mais de 26% no acumulado deste ano, os preços do petróleo têm fôlego para se recuperarem ainda mais até o fim de 2017, ao menos na opinião de analistas que acompanham o desempenho da commodity. O Valor consultou dez instituições financeiras, entre consultorias, bancos de investimentos, corretoras e agências de risco, e a média estimada para a cotação do Brent é de US$ 44,25 por barril em 2016, sendo cerca de US$ 47 no recém iniciado segundo semestre. Para 2017, os analistas aguardam nível de US$ 57,30 mas com possibilidade de encerrar o ano acima de US$ 60.

O Brent para entrega em setembro o contrato futuro mais negociado na ICE Futures de Londres terminou ontem em US$ 47,17, alta de 1,1%.

O grande motivador para essa expectativa é o largo corte de investimentos que as grandes e médias petroleiras internacionais realizaram nos últimos anos, quando o petróleo começou a cair. Desde 2014, quando se iniciou esse colapso dos preços, a consultoria Wood Mackenzie calcula que US$ 1 trilhão em investimentos das empresas do setor foi represado. Isso levou o crescimento da oferta, que se encontrava em aceleração, a perder forçar e começar a apontar para uma queda na produção.

De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (AIE), a oferta global subiu 2,7% de 2013 para 2014 e no ano seguinte no mesmo ritmo. Até o fim do primeiro semestre, entretanto, esse volume já caiu 0,7%, para 95,8 milhões de barris por dia. As projeções da AIE são de um recuo de 1,6% fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Enquanto isso, a demanda pelo petróleo seguiu saudável. A mesma agência mostra que a compra subiu 1,1% em 2014, 1,8% no ano passado e deve avançar mais 1,5% em 2016. No ano que vem, a projeção é de crescimento em 1,4%. 14

“As reduções orgânicas de oferta fora dos EUA estão mais rápidas do que o esperado e vimos muitas paradas de produção não programadas surpreendentes”, escreve o banco Raymond James, o mais otimista na compilação do Valor, em relatório. A instituição acredita que o petróleo fecha o ano perto dos US$ 70, atinge o pico de US$ 85 no terceiro trimestre do próximo ano e termina 2017 em US$ 80 média de US$ 83 o ano que vem.

A previsão do Raymond James é que a demanda suba em 1,5 milhão de barris diários neste ano e a oferta, caia 400 mil barris por dia. No ano que vem, as projeções encontram-se em 500 mil barris e 900 mil barris por dia, respectivamente.

Os analistas em geral, e até mesmo a Opep, veem falta de petróleo no mercado nos últimos meses deste ano. O déficit se arrastaria, então, para 2017. “Mas suspeitamos que o repique dos preços provavelmente impedirá que a oferta caia em 2016 como se projetava”, afirma Thomas Pugh, da consultoria Capital Economics. Isso adiaria o déficit para o ano que vem, acrescenta.

Mas o Credit Suisse, o mais pessimista dos bancos quanto à commodity, alerta: “o Brexit é o mais recente e provavelmente mais forte catalisador para uma desaceleração do crescimento global”, escreve, em relatório. Isso levaria a demanda a ficar menor que os cálculos dos analistas e impediria o equilíbrio do mercado. A instituição prevê um preço médio de US$ 44,53 em 2016 e de US$ 56,25 em 2017.

Fonte: Valor Econômico

 

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s