petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETRÓLEO – Reservas elevadas ameaçam estabilidade dos preços.

Deixe um comentário

 

PARIS – Os mercados globais de petróleo registraram uma “transformação extraordinária”, passando de um elevado superávit para perto de um equilíbrio durante o segundo trimestre do ano, mas as reservas petrolíferas elevadas ameaçam a recente estabilização dos preços, disse a Agência Internacional de Energia (AIE).

“Apesar de revisões em alta da demanda que temos visto em relatórios recentes, há sinais de que o ímpeto está abrandando e, embora as reservas estejam perto de atingir o topo, continuam em níveis muito elevados”, informou a agência em seu relatório mensal. “Podemos assistir a uma queda das reservas, mas há um risco de que, a menos que a demanda seja mais forte do que esperamos, os estoques possam subir ainda mais e ameaçar a estrutura de preços”, acrescentou.

As reservas comerciais de países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) subiram 13,5 milhões de barris em maio e ficaram próximas do recorde de 3,074 bilhões de barris no fim do mês. Dados preliminares de junho sugerem que estas reservas aumentaram mais 900 mil barris. A agência sediada em Paris disse que as reservas globais de petróleo aumentaram em 600 mil barris por dia em junho, para 96 milhões de barris.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que tem agora 14 membros com a integração do Gabão em junho, registrou um aumento da produção de 400 mil barris por dia, para a máxima de oito anos, em 33,21 milhões de barris, devido a um aumento da produção da Nigéria, Arábia Saudita e Irã.

A Arábia Saudita aumentou a produção para perto do recorde de 10,45 milhões de barris por dia, ao passo que a produção do Irã cresceu para 3,66 milhões de barris, 50 mil barris a mais por dia ante maio.

A produção do Oriente Médio aumentou para a máxima recorde de 31,5 milhões de barris por dia em junho, o que fez a participação de mercado da região subir para 35%, a maior desde o fim da década de 1970.

A produção fora da Opep teve elevação de 205 mil barris por dia em junho, para 55,9 milhões de barris, por conta da uma recuperação parcial da produção do Canadá. Contudo, a AIE prevê que a produção fora da Opep caia 900 mil barris por dia neste ano na comparação com 2015, para 56,8 milhões de barris por dia.Para 2017, a AIE prevê que a produção fora da Opep cresça 200 mil barris por dia.

As estimativas para a demanda global foram revistas em alta 100 mil barris por dia em 2016, para 96,1 milhões de barris por dia.

Fonte: Valor Econômico

 

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s