petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETROBRAS – Campo de Libra

Deixe um comentário


Petrobras comemora maior
descoberta de petróleo no Campo de Libra

A Petrobras comunicou ao mercado na última segunda-feira (21/03) que o Consórcio de Libra, além de confirmar a descoberta de óleo de elevada qualidade (28º API) “em reservatórios de excelente produtividade”, encontrou a maior coluna de óleo descoberta em Libra até o momento, medindo 301 metros de espessura.

A notícia foi comemorada, e pouco noticiada pela mídia, após a perfuração e avaliação do poço 3-BRSA-1322-RJS (3-RJS-741), localizado na área noroeste do bloco, no pré-sal da Bacia de Santos.

Conhecido informalmente como NW5, o poço está 8 km a nordeste do poço descobridor, 2-ANP-2A-RJS, e a 200 km da costa do estado do Rio de Janeiro e faz parte do compromisso firmado no Plano de Avaliação da Descoberta (PAD), aprovado pela ANP em 26/02/2016.

Clique aqui para ler na íntegra.
“Pré-Sal garante a inserção geopolítica
global do Brasil ao longo do século XXI”

Em entrevista ao jornal Direito de Opinião, o conselheiro do Clube de Engenharia, Guilherme Estrella, responde aos que afirmam que a Petrobras não tem condições de explorar o pré-sal. Segundo o especialista, “certamente (tem), se o aproveitamento das reservas do pré-sal obedecer a um planejamento de longo prazo pela União. Esta condição me parece imprescindível na medida em que o petróleo e o gás natural contidos nas grandes reservas do nosso pré-sal propiciam ao Brasil a base energética indispensável para sustentar o desenvolvimento nacional  e garantir  inserção geopolítica global do nosso país ao longo deste Século XXI”. E alertou: “Energia é indiscutivelmente segurança e soberania nacionais, dimensões estratégicas que não podem ser valoradas monetariamente, não têm preço”.

Ao questionamento sobre o que o Brasil perde se o Projeto de Lei 131, que retira da Petrobras a exclusividade na exploração do Pré-Sal, já aprovado no Senado for sancionado, Estrella responde com outra pergunta. “Por que razões as empresas estrangeiras estão tão interessadas e empenhadas na mudança da lei do pré-sal?” E de maneira firme e didática, enumera as muitas razões que levam o mercado internacional a disputar o pré-sal.

Clique aqui para ler a entrevista na íntegra.

Divisão Técnica
Especializada de Óleo e Gás

A reunião do Conselho Diretor do dia 14 de março foi marcada pelo nascimento da vigésima Divisão Técnica Especializada do Clube de Engenharia. O novo fórum de debates será dedicado à indústria de óleo e gás, setor estratégico fundamental para o desenvolvimento nacional e que vem sofrendo ataques constantes. Segundo Márcio Patusco, diretor de Atividades Técnicas, a nova DTE vem responder a uma grande demanda social. “Temos enfrentado ataques na área das engenharias ligadas ao setor de petróleo,que ficava até então diluído nos debates da divisão técnica de Energia. Entendemos que a defesa da Petrobras e empresas fornecedoras merecia uma DTE específica para aprofundar o debate”, esclareceu Patusco. 

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s