petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETRÓLEO – Permanece o mistério.

Deixe um comentário

Desaparecimento de petróleo intriga setor

No ano passado, a Agência Internacional de Energia registrou o sumiço do equivalente a 800 mil barris por dia. Resolver o mistério é crucial para conter a crise no setor

Desaparecimento de petróleo intriga setor
No ano passado, o cálculo de barris desaparecidos foi o mais alto em 17 anos (Foto: Wikipedia)

Um mistério ronda a alta produção de petróleo no mundo: o sumiço de petróleo. Somente no ano passado, a Agência Internacional de Energia (AIE), que reúne dados sobre a produção e a demanda global do petróleo, contabilizou o sumiço do equivalente a 800 mil barris por dia.

Saber o paradeiro da quantidade de petróleo desaparecida ou se ela de fato existia é crucial para o mercado global de petróleo, que continua afetado pelo excesso de produção que fez o preço do barril despencar.

Alguns analistas do setor acreditam que os barris estão na China. Outros afirmam que os 800 mil barris não existem e foram criados por conta de falhas no sistema de contabilização da AIE.

Se os barris não existirem, a alta produção que desabou o preço do barril pode ser bem menor do que o estimado, o que pode fazer o preço tornar a subir. Qualquer que seja a resposta, a discrepância mostra como os preços do petróleo mudam de acordo com dados que nem sempre são confiáveis.

Diferenças nos números contabilizados pela AIE já ocorreram outras vezes, mas no ano passado, o cálculo de barris desaparecidos foi o mais alto em 17 anos. No cenário de convulsão atual no mercado, isso é de extrema importância.

“Se o mercado está mais restrito que o estimado, os preços podem subir rapidamente”, disse David Pursell, diretor do departamento de energia do banco de investimentos Tudor, Pickering, Holt & Co.

No ano passado, a AIE contabilizou uma produção global de 1,9 milhões de barris por dia. Deste total, 770 mil foram enviados para armazenamento. Outros 300 mil cruzaram o mar em navios de carga ou foram enviados em dutos subterrâneos. Resta saber o paradeiro dos 800 mil barris que sobram na conta.

A maioria dos analistas acredita que a diferença se deve a limitações estatísticas da AIE que induzem ao erro. “A explicação mais provável para os barris desaparecidos é que eles simplesmente não existiam”, diz Paul Horsnell, analista de petróleo da da Standard Chartered.

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s