petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETROBRAS – Segunda fase do campo de Lula.

Deixe um comentário

 

Entrada da Shell no projeto de produção da Bacia de Santos será fundamental para o desenvolvimento da segunda fase do campo

A entrada da Shell no projeto de produção do campo de Lula, no cluster do pré-sal da Bacia de Santos, será fundamental no desenvolvimento da segunda fase do campo. A avaliação é do COO da Galp, Thore Kristiansen, que participou de conferência com analistas de mercado.

Apesar de destacar Lula como seu principal ativo produtor, a Galp explica que pretende aumentar o fator de recuperação da área de 28% na primeira fase para 40% na segunda fase e Shell ajudará neste processo. “Temos muito a fazer para melhorar”, afirmou Kristiansen.

Entre as técnicas estudadas pela companhia para melhorar a recuperação estão a possibilidade de usar WAGs, sísmicas 4D, melhorar o processamento subsea e a possibilidade de perfurar poços adicionais entre poços existentes.

Outra melhoria que a companhia busca em Lula é a diminuição dos custos. “É fundamental melhorar os custos de perfuração e completação em Lula, onde 55% do capex está associado à perfuração, completação e gastos no subsea”, afirmou Kristiansen.

Entre os ganhos de eficiência que a Galp espera alcançar no campo está a extensão por até cinco anos do pico de produção do primeiro FPSO a atuar na área, o Cidade de Angra dos Reis. Ao todo, o sistema de produção de Lula contará com 10 FPSOs, dos quais seis já devem estar produzindo até o final deste ano.

Novos FPSOs

A entrada em produção dos FPSOs que vão atuar nas áreas de Atapu e Lula Oeste, ambos na Bacia de Santos, foram adiados para depois de 2020, de acordo com a Galp, sócia nas concessões, que anunciou seu plano de negócios 2016-2020 nesta terça-feira (15/3). Anteriormente, o início da operação do FPSO que vai atuar em Atapu Norte estava previsto para 2018, enquanto a unidade de produção de Lula Oeste deveria entrar em produção em 2020.

De acordo com a Galp, a área de Atapu e Oeste de Atapu, que deve receber três FPSOs, ainda precisa de mais avaliações técnicas antes de entrar em produção. Lula Oeste também precisa ser melhor avaliado antes da definição do sistema definitivo. Em maio deste ano a área receberá um teste de longo duração (TLD), por meio do FPSO Cidade de Angra dos Reis.

Outro projeto adiado foi o primeiro óleo do FPSO definitivo de Sépia, antes previsto para entrar 2019, mas agora postergado para 2020. Atualmente o FPSO Cidade de São Vicente realiza um sistema de produção antecipada na região. A previsão é de que o FPSO definitivo que vai atuar na área tenha capacidade para processar 180 mil barris/dia e comprimir 5 milhões de m³/dia de gás natural.

Em meio às alterações de datas, as companhias optaram por antecipar, de 2019 para 2018, o início da operação do FPSO de Berbigão e Sururu, também na cessão onerosa da Bacia de Santos.

Exploração

A Galp informou que vai realizar um levantamento de 7.200 km² de sísmica 2D nos cinco blocos em que detém participação na Bacia Potiguar (POT-M-663, POT-M-665, POT-M-760, POT-M-853, POT-8

M-855), área em que atualmente conduz o plano de avaliação da descoberta de Pitu. O levantamento faz parte dos compromissos do plano e deve ser realizado entre 2016 e 2017.

Investimentos

O Plano de Negócios 2016-2020 da Galp prevê investimentos de €1 bilhão a €1,2 bilhão anualmente, queda de 15% em relação ao plano anterior. De acordo com a petroleira portuguesa, a diminuição nos investimentos foi causada por ganhos e eficiência e ajustes em projetos já sancionados. Do capex total, 85% irá para a área de E&P.

Fonte: Brasil Energia

 

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s