petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETRÓLEO – Rússia aceita discutir corte de produção.

Deixe um comentário

 

O ministro da Energia russo disse estar disposto a reunir-se com a Opep para discutir cortes na produção de petróleo, o que desencadeou violenta alta nos contratos futuros de petróleo, pois fundos de hedge apressaram-se a cobrir as apostas na queda dos preços.

Os contratos futuros de petróleo tipo Brent deram um salto de até 8%, para perto de US$ 36 por barril, depois que Alexander Novak disse que a Rússia vai se reunir com o cartel de produtores de petróleo no mês que vem.

A Opep até agora não fez nenhum pronunciamento sobre uma reunião em fevereiro, mas alguns membros com problemas de liquidez, como a Venezuela e a Nigéria, têm pressionado pela realização de uma reunião de emergência, depois que os preços do petróleo caíram na semana passada para US$ 27 o barril, o menor valor em 12 anos.

Qualquer acordo exigirá o apoio da Arábia Saudita, líder de fato do cartel, que manifestou dúvidas sobre a vontade e a capacidade russas de reduzir sua produção.

A declaração de Novak é um sinal de que a Rússia pode deixar de se opor a cortes na produção em virtude das crescentes consequências adversas para a sua economia. Em consultas anteriores, “a situação era um pouco diferente”, disse ele, segundo a agência Interfax. “Como vemos, os preços caíram”.

Novak afirmou que um corte de 5% na produção havia sido discutido anteriormente. Perguntado se a proposta estava de volta à mesa, ele disse: “Esse é precisamente o tema para debate”.

Um corte de 5% da produção da Rússia e Opep retiraria mais de 2 milhões de barris por dia.

Os sinais de uma mudança no campo russo cresceram nesta semana, e altos executivos de empresas petrolíferas privadas russas têm dito ver a necessidade de conversar com a Opep. Mas altos representantes da Opep estão cautelosos. “Não há nenhuma proposta saudita sobre a mesa”, afirmou um alto delegado da Opep da região do Golfo Pérsico.

Igor Sechin, que dirige a empresa petrolífera Rosneft, muito ligada ao Kremlin, tem repetidamente dito que a Rússia não pode cortar a sua produção devido a seu rigoroso inverno e ao elevado número de empresas privadas participantes em sua indústria petrolífera. Não está claro se houve alguma mudança em sua maneira de pensar.

“Não estou seguro sobre a credibilidade das declarações russas”, afirmou outro delegado da Opep. “Será que a Rússia é realmente capaz de cortar? Em ocasiões anteriores, eles disseram que iriam contribuir, e nunca funcionou.”

A indústria petrolífera mundial foi abalada com a profundidade da queda dos preços. Nas três primeiras semanas deste ano o preço do petróleo tipo Brent, uma das referências internacionais, caiu quase um terço.

Em meio a um persistente excesso de oferta, empresas americanas no setor de xisto e outros produtores revelaram-se surpreendentemente resistentes às tentativas sauditas de pressioná-los com preços mais baixos. 19

Nesta semana, um alto executivo da Lukoil, a segunda maior petrolífera russa, disse que daria seu apoio a cortes de produção coordenados com a Opep, se recebesse apoio de Moscou.

Altos executivos do setor energético reuniram-se com Novak ontem, e comenta-se ter sido discutida uma possível coordenação com a Opep. Uma pessoa informada sobre a reunião disse não ter havido consenso entre os grupos petrolíferos russos. Alguns reduziram os investimentos e estão esperando que a produção caia; outros investiram pesadamente para estimular o aumento da produção. Sechin foi o grande ausente.

Fonte: Valor Econômico

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s