petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

GÁS NATURAL DA BOLÍVIA – Novo contrato começa a ser negociado.

Deixe um comentário

Bolívia e Brasil discutirão novo contrato de gás natural

Bolívia e Brasil discutirão na próxima quinta-feira um novo contrato de fornecimento de gás natural,
que substituirá o que está em vigor e que expira em 2019, informou nesta terça-feira o ministro
boliviano de Hidrocarbonetos e Energia, Luis Alberto Sánchez.
“O dia 10 seria o primeiro passo que daríamos para trabalhar nas vésperas de renovar o contrato
bilateral, vigente até 2019”, disse Sánchez a jornalistas.
Segundo a autoridade, “o Brasil quer renovar contrato por 20 a 30 anos”.
“Nós temos as reservas, os recursos suficientes, a exploração, a logística, as usinas de
processamento, além de termos cumprido o contrato todos os dias”. afirmou Sánchez.
“Estou certo de que o preço (de venda) será muito melhor do que o preço que temos (atualmente) no
contrato com o Brasil, melhor do que o do contrato que temos com a Argentina”, garantiu Sánchez,
demonstrando entusiasmo já que “este recurso é muito importante e há um déficit nos países
vizinhos”.
Em outubro passado, o encontro foi remarcada pelo secretário-executivo do ministério de Minas e
Energia do Brasil, Luiz Barata, que participava do congresso da Organização Latino-americana de
Energia (Olade), na cidade boliviana de Tarija (sul).
O encontro estava previsto inicialmente para novembro, mas foi confirmado para esta quinta-feira no
Brasil.
A Bolívia exporta uma média de 31 milhões de metros cúbicos diários (mmcd) de gás natural ao
Brasil, graças a um contrato assinado em 1996 e ajustado periodicamente em seus volumes.
Na reunião ministerial que será realizada no Brasil, será discutida uma eventual sociedade para uma
fábrica de fertilizantes no Mato Grosso e o fornecimento de gás natural a uma termoelétrica de
Cuiabá.
Além disso, segundo fontes oficiais, estão sendo revistos outros projetos como a interconexão elétrica
entre Bolívia e Brasil e a construção de hidrelétricas no Rio Madeira e nos territórios bolivianos
Cachuela Esperanza, El Bala e Rositas.
O Brasil é o principal mercado para o gás boliviano, seguido de Argentina, que consume
aproximadamente 17 mmcd. O gás natural, nacionalizado pelo presidente Evo Morales em 2006, é o
principal produto de exportação da Bolívia.
Fonte: Isto é Dinheiro

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s