petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

BOLÍVIA – Repsol Bolívia destina US$ 400 milhões para assegurar mais gás para o Brasil.

Deixe um comentário

Repsol Bolívia, com os seus parceiros, vai investir US $ 400 milhões para perfurar quatro poços no bloco de Margarita-Huacaya, a fim de assegurar a disponibilidade de gás natural à frente da renegociação do contrato com o Brasil.
“Até 2019 é esperado para perfurar quatro poços, com um investimento de 400 milhões, para garantir o fornecimento de gás para o Brasil, se o contrato for prorrogado para além de 2019″, informou a rede ATB Presidente empresa petrolífera espanhola, Diego Diaz Baldasso.
Ele ainda ressaltou que a empresa planeja continuar os investimentos, apesar da queda nos preços internacionais do petróleo, que até agora este ano não exceda US $ 50 por barril.
No curto prazo, a principal tarefa da Repsol é eliminar os estrangulamentos nas infraestruturas existentes, com a engenharia, para aumentar a produção de Margarita-Huacaya, que já ultrapassa 18 milhões de metros cúbicos de gás por dia (MCF) disse que a empresa, em resposta a um questionário enviado por este meio.
“Este trabalho visa contribuir para substituir os volumes dos campos que estão agora em declínio. Deve ser reiterado que o destino do gás é definido pela YPFB “, disse ele.
Ele também enfatizou que, no objectivo de médio prazo da empresa é contribuir para o país, tendo em vista a negociação da venda de gás para o Brasil em 2019.
Por exemplo, há alguns dias, a perfuração de Huacaya 2 começou, no departamento de Chuquisaca.
Em setembro, a empresa disse que o reservatório Huamampampa H1C é um objetivo secundário do futuro perfuração de Huacaya 2, a existência de um novo reservatório é presumida após a sísmica 3D realizada norte de Caipipendi.
“Para o próximo ano, Margarita-Huacaya ter fornecido um investimento de US $ 30 milhões em trabalhos de sísmica”, disse Diaz.
O bloco consórcio Margarita-Huacaya é composto por Repsol E & P Bolívia (37,5% e operadora), BG Bolívia Corporation (37,5%) e PAE E & P Bolívia (25%), no âmbito do contrato operacional assinado com YPFB .
Reservas e contrato
Em 31 de dezembro, 2013, a Bolívia tem um Certified reservas de gás natural de 10,45 trilhões de pés cúbicos (TCF), além de 211.45 milhões de barris de condensado de petróleo.
O Contrato de Fornecimento de Gás contrato (GSA) entre a Petrobras ea YPFB (Bolívia e Brasil), foi assinado em Agosto de 1996 e estabelece um volume mínimo de compra de 24 MMmcd e um máximo de 30,08 entrega MMmcd.
Em agosto de 2014, a companhia petrolífera estatal Petrobras assinou um contrato adicional para a entrega de outros 2,24 MCF de gás natural até 2016, que visa fornecer Cuiabá termelétrica, Brasil.
Em outubro, a média foi de 31 MMmcd transporte de gás.
Os projetos da petrolífera espanhola
10
Exploração – Repsol produz atualmente 18 milhões de metros cúbicos / dia de gás no país e atingir o volume comprometido para Janeiro de 2016. Margarita-Huacaya é um dos dez projetos-chave no Plano Estratégico 2012-2016 da Repsol. As operações são feitas na área Caipipendi.
Operação na Bolívia Repsol possui direitos minerários sobre um total de 26 blocos, quatro dos 22 exploração e desenvolvimento. A produção total líquida em 2014 atingiu 14,6 milhões de barris de óleo equivalente e estão concentrados principalmente no bloco de Margarita-Huacaya.
Fonte: Reporte Energía (Bolívia)

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s