petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

PETROBRAS – “Pré-sal dá para abastecer o mundo inteiro”.

Deixe um comentário

Democracia & Política

Da “Reuters” (dos EUA): “PRÉ-SAL DÁ PARA ABASTECER O MUNDO INTEIRO POR MAIS DE CINCO ANOS”



Pré-sal do Brasil contém 176 bilhões de barris de petróleo e gás, diz estudo

Por Jeb Blount, da agência norte-americana de notícias “Reuters”

“O polígono do pré-sal do Brasil, uma área marítima que já resultou em algumas das maiores descobertas recentes de petróleo, pode conter ainda óleo e gás não descobertos suficientes para suprir as atuais necessidades do mundo por mais de cinco anos, disseram pesquisadores.

O polígono, que cobre a maior parte das bacias marítimas sedimentares de Campos e Santos, contém ao menos 176 bilhões de barris de recursos não descobertos e recuperáveis de petróleo e gás natural (barris de óleo equivalente), de acordo com estudo publicado semana passada por Cleveland Jones e Hernane Chaves, do “Instituto Nacional de Óleo e Gás”(INOG) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Isso é quatro vezes mais do que os 30 bilhões a 40 bilhões de barris que já foram descobertos na área.

Essa é uma estimativa conservadora, com alta probabilidade de se tornar verdade, 90 por cento, na verdade. Em tese, o total que ainda não foi descoberto de recursos recuperáveis no polígono do pré-sal pode ser tão grande quanto 273 bilhões de barris, mas o número mais alto só tem uma certeza estatística de dez por cento,” disse Jones.

A estimativa do INOG é a única grande avaliação do potencial do polígono do pré-sal. A estimativa de 2015 é 54 por cento maior que a de 2010, feita pelo INOG, que variava de 114 a 288 barris de óleo equivalente.

A pesquisa coloca a probabilidade de uma estimativa mais baixa, de 90 por cento, e a previsão mais alta, de dez por cento. Ao contrário de outros países democráticos produtores de petróleo como os Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha e Noruega, a agência reguladora de petróleo do governo (ANP) não publica estimativas de potenciais recursos marítimos do Brasil.

O Brasil tem sido descuidado por não tornar esses números públicos“, disse John Forman, um ex-diretor da ANP. Ele adicionou que a estimativa do INOG é a única estimativa pública confiável que está disponível e que usa métodos aceitáveis pela indústria.

OPEP sinaliza que produção de petróleo de rivais resiste à queda dos preços¹ (Alex Lawler)

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) elevou na terça-feira suas projeções para a oferta de petróleo por países não membros do cartel em 2015, um sinal de que o colapso nos preços está demorando mais para impactar os produtores de xisto e outras competidores do que se pensava antes.

Em um relatório mensal, a OPEP disse que não espera uma demanda extra por seu petróleo neste ano, apesar de crescimento mais rápido do consumo, devido à produção acima do esperado nos Estados Unidos e em outros países de fora do grupo.

Desde o último ano, a OPEP tem se recusado a cortar a oferta, apesar da queda dos preços, procurando recuperar participação no mercado ao desacelerar a produção de alto custo nos Estados Unidos e em outros lugares, que havia sido encorajada pela política prévia do cartel, de manter os preços ao redor de 100 dólares por barril.

Mais cedo neste ano, a OPEP havia reduzido a projeção para a produção de países não membros em 2015, esperando que os baixos preços levariam a uma desaceleração. Mas, na terça-feira, a OPEP aumentou a previsão em cerca de 90 mil barris por dia, seguindo uma elevação em julho.

A produção em terra nos Estados Unidos, por fontes não-convencionais, deve cair marginalmente no segundo semestre de 2015 até o final do ano, enquanto a produção dos Estados Unidos no mar deve aumentar devido ao início de projetos“, disse a OPEP.

O relatório também apontou que a OPEP continua a impulsionar a oferta. De acordo com fontes preliminares citadas no documento, a OPEP produziu 30,51 milhões de bpd em julho, acima da meta.”

FONTE: escrito por Jeb Blount, da agência norte-americana de notícias “Reuters”. Transcrito no site “DefesaNet”  (http://www.defesanet.com.br/sisgaaaz/noticia/20029/Pre-sal-do-Brasil-contem-176-bi-de-barris-de-petroleo-e-gas–diz-estudo/).

Anúncios

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s