petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

ENERGIA: SUBSIDIÁRIA CHINESA ELEVARÁ INVESTIMENTOS NO BRASIL.

Deixe um comentário

Enviado por Luis Nassif
Por Dê

ENTREVISTA-State Grid quer expansão em geração e distribuição no Brasil em 2013

Por Anna Flávia Rochas

RIO DE JANEIRO, 15 Mar (Reuters) – A State Grid Brazil Holding, subsidiária brasileira da gigante estatal chinesa de transmissão de energia, quer expandir a atuação no país para o segmento de distribuição e geração de energia em 2013 — ano em que investirá cerca de 1,5 bilhão de reais nos projetos de transmissão que já possui, disse o presidente da empresa Cai Hongxian, nesta sexta-feira.

“Neste momento, nossas estratégias são estabelecer uma plataforma de investimentos consistente em transmissão (de energia), mas também em geração e distribuição… Eu diria que as próximas ambições são em geração e distribuição”, disse o presidente em entrevista à Reuters, acrescentando que pretende iniciar a atuação nesses setores ainda neste ano.

“Temos um compromisso de muito longo prazo para fazer negócios no Brasil”, acrescentou.

Embora tenha interesse em adquirir grandes ativos de distribuição de energia no país, o executivo disse que a empresa ainda não tem um alvo específico para iniciar uma negociação. Segundo ele, a equipe do grupo tem se preparando para entender melhor o mercado e regulações do segmento de distribuição do país e “em breve” estará preparada para considerar esse setor mais fortemente.

Perguntado se a empresa tem interesse em ativos de distribuição da Eletrobras, caso a estatal brasileira os coloque à venda, o executivo foi taxativo.

“Não. Nós conhecemos o negócio (de distribuição)… Não acredito que podemos ter esse negócio, em uma área de baixa densidade (demográfica)”, disse.

Para o executivo, é o governo que deve subsidiar o negócio de distribuição em áreas de difícil operação e baixa densidade demográfica como a região Norte, onde estão as subsidiárias da Eletrobras.

A proposta de plano de reestruturação para a Eletrobras formatado pela companhia considera a venda de ativos de distribuição, segundo já afirmou o diretor financeiro da estatal, Armando Casado de Araújo. O esboço do plano está sendo agora avaliado pelo o governo, acionista controlador do grupo.

A State Grid chegou a avaliar o Grupo Rede Energia, que está em processo de aquisição por Equatorial Energia e CPFL Energia, e a entrada na Neoenergia, empresa que tem como acionista majoritária a espanhola Iberdrola.

Além da aquisição de negócios de distribuição, a State Grid tem interesse em atuar na modernização dos sistemas de distribuição de energia do país, oferecendo serviços e tecnologias de automação como as redes inteligentes.

Dentro dessa linha, a Nari Group Corporation, subsidiária de automação para o setor elétrico da chinesa State Grid, deverá se instalar no prédio da State Grid Brazil, no Rio de Janeiro.

GERAÇÃO E TRANSMISSÃO

A State Grid tem interesse nos projetos das hidrelétricas Sinop (MT) e São Manuel (MT) no segmento de geração, mas não descarta avaliar outros grandes projetos.

Cai Hongxian disse que a empresa chegou a disputar a concessão da hidrelétrica Sinop (400 MW) no leilão de energia nova A-5 ocorrido em dezembro de 2013, em consórcio com a Copel. A hidrelétrica acabou não sendo licitada diante da competição com um preço recorde mínimo da energia eólica, em leilão que teve baixa necessidade de contratação de energia pelas distribuidoras.

“A tarifa foi muito baixa”, disse ao acrescentar que os custos ambientais da usina, segundo avaliação da empresa, consumiriam cerca de 50 por cento do investimento total necessário no projeto.

Apesar disso, a empresa pretende disputar a licitação de Sinop, no futuro, se a tarifa for capaz de cobrir os investimentos necessários.

A State Grid também pretende avaliar investimentos em energia eólica e solar, mas no caso da energia eólica, o preço da energia de cerca de 100 reais por megawatt-hora (MWh) praticado nos leilões, atualmente, é considerado baixo pela empresa.

A State Grid iniciou as atividades no Brasil em 2010, com a compra de transmissoras da Plena Transmissora. No ano passado, adquiriu sete linhas da espanhola ACS. A State Grid também é responsável pela linha de transmissão que interligará as hidrelétricas do rio Teles Pires ao sistema, em consórcio com a Copel.

Também com Copel e Furnas, da Eletrobras, a State Grid venceu um dos lotes de transmissão do sistema que ajudará no escoamento da energia da hidrelétrica Belo Monte.

O presidente da State Grid disse que a companhia também mantém interesse no projeto do sistema principal para o escoamento da energia de Belo Monte, que deverá ser licitado neste ano. A empresa continua também avaliando oportunidades de aquisição no segmento de transmissão no país.

Na China, a holding State Grid Corporation of China fornece energia para uma área equivalente a 88 por cento do território do país, para uma população de mais de 1 bilhão de pessoas.

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s