petroleiroanistiado

A great WordPress.com site

A REESTATIZAÇÃO DA YPF.

Deixe um comentário

 O CASO YPF

 Por Claudio Kutz

O balanço da privatização da YPF é muito claro: perda da autosuficiência, importação de combustíveis, aumento exponencial dos subsídios e finalmente queda das reservas por falta de exploração. A REPSOL é a principal responsável por este desastre. Esgotou os poços descobertos, enviou lucros ao exterior e utilizou a renda auferida do subsolo argentino para investimentos em outros negócios. Mas o resultado da “argentinização” posterior foi ainda mais nefasto. Os grupos locais (ESKENAZI) entraram no negócio sem aplicar sequer um peso, utilizando-se apenas dos recursos provenientes da distribuição de lucros. Ao contrário da desejada recuperação do setor, praticou-se uma outra fraude. Estes antecedentes indicam, que a mudança nas empresas agraciadas com favores do governo, não resolveram o grave problema da necessidade de investimentos.

 Tornou-se necessário reestatizar a YPF, anulando as concessões feitas as empresas privadas. Uma vez que elas descumpriram os contratos. O país tem argumentos jurídicos de sobra para tomar esta decisão e para litigar em diferentes tribunais pelo esvaziamento provocado na empresa. Obviamente esta disputa não poderá ser feita no CIADI que já tem preparados esquemas de defesa dos interesses das multinacionais, antes mesmo do início de qualquer disputa. A nacionalização deve ser feita sem nenhuma indenização. Não basta um novo nome para a empresa (YPF Federal) ou hastear a bandeira da recuperação energética. Há necessidade de detalhar como seria feita a nacionalização. O pagamento de indenização com dinheiro público, dilapidaria os recursos necessários aos investimentos. Acabaria por favorecer grupos privados. Podem ser discutidos diferentes modelos de gestão futura, inclusive uma aliança petroleira sulamericanana.

 

Há necessidade de se avançar, também, na devolução constitucional da propriedade do subsolo à Nação para erradicar as práticas discriminatórias dos governadores sobre recursos que pertencem a todo o país. O destino do petróleo deve estar nas mão da população.

Autor: carlosadoria

MANTÉM SUAS UTOPIAS DE 60 ANOS ATRÁS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s